segunda-feira, outubro 19, 2009

O Churras e seus causos

Bom, mais um finde se foi e com ele novas "estórias" heheheh Aproveitei que meu primo ia para sampa e me joguei para lá na sexta a noite, assim voltava com ele, economizava bem na viagem. Aproveitei para rever meus pais, minha irmã e toda a patota, melhor forma: Churras no condomínio! Cheguei de busão no sabado logo cedo, 6 e meia da matina, e sou recebido (leia-se acordado) com uma ligação de dois amigos voltando bebados da balada, o dia já começou bem! heheh

Em casa, acordei todo mundo (se eu não durmo ngm dorme!) Meu pai e minha irmã dormiram de volta, minha mãe e eu colocamos os assuntos em dia. Depois disso, logo que um dos meus amigos (um dos organizadores do churras) se curou da ressaca, fomos as compras (carne, sal grosso, cerveja, limão, açucar e pinga). No mercado, comecei a achar q o dia conspirava a meu favor: uma menina me olhando, olhei de volta e ela seguiu olhando... anda titubiei, mas resolvi ir na direção dela. Conversamos rapidamente, convidei ela para o churras assim que encerrasse o expediente, ela pediu meu tel, mas eu disse: Não, me dá o seu, eu te ligo. Anotei, porém a mula, anotou faltando 1 número! Quando deu o horário e fui discar, rá! Nada feito...

Nisso o churras foi rolando, com a chuva pouca gente apareceu, meu molho Chimi-churri (um molho chileno) fez sucesso, a cerveja gelada foi indo (eu ainda tava na vibe da Oktober, com a minha querida caneca). Quando o efeito da capirinha começou a duelar com a cerveja, foi que o churras de fato começou....

Ao cair a noite, uma amiga apareceu por lá só para me dar um oi e matar a saudade, até então sempre levei nossa relação na amizade, apesar de uma amiga em comum achar que eu combino com ela, foi dai que tentei arriscar, resultado: momento errado, estado ébrio errado, abordagem errada... fiquei com aquela resposta: não, somos apenas amigos... e com uma bela cara de avestruz procurando buraco...

Meio desnorteado, voltei para o posto na grelha, e comecei analisar outra situação, a garotinha nova do grupo, atirava em todas as direções (mais do que eu), como eu já tinha ficado de olho desde a última reunião da patota em casa, e ela respondia os olhares, fui pra cima.

Papo vai, papo vem e rolou, fiquei um tanto quanto feliz, porém no assunto ela comentou de um amigo nosso q ela havia ficado, até ai sussa, mas começou a descascá-lo. Isso me deixou muito incomodado, se o cara fez ou não fez o que deveria, não tenho nada ver, nem eu nem a torcida do Corinthians, guarda para você!

Ai também meio que desencanei dela, e fui curtindo o restante do churras, até as 2 da matina, com muita risada e cerveja!

2 comentários:

mlgoncalves disse...

Ah mulekkk, esse churras foi muito engraçado. Que bom que deu para vc vir :D
Saudades, abraços Juba

Dona Mila disse...

hahahaha, que pica, hein? Pegar a mocinha bêbado e aturar pipipi popopó sobre outro é dose...

Rapaaaaaz, nem te conto sobre a linha do tempo. Mas sabe qual é o pior cego? É aquele que além de cego é surdo, burro e teimoso que nem uma mula. Acho que já tive minha cota de malucos da década, parei com essa gente estranha. :)

Não esquece do chopp em Sampa dia 28/11, heinnnn??? Olha a antecedência!

Bjos