segunda-feira, junho 21, 2010

Sobre mulheres "mano"

Ok, cada tribo tem seus códigos e dialetos, isso não é novidade. Mas tem uma coisa que me incomoda, mas mulheres (minas) "mano". Sabe quando você vai conversar e ela vem com aquele dialeto de "mano motoboy vida loka do fundão da Z/L é nóis"?

Putz, por mais bonita que seja, broxo na hora. Entendo que muitas vezes a pessoa cresce num meio onde se comunicar assim é necessário para não ser "a patricinha" ou coisa que valha, mas depois que pessoa adquiriu um grau de instrução, está cursando uma faculdade, trabalhando, não dá para continuar assim...

Eu mesmo conheço as gírias, significados e motivos, mas procuro sempre analisar: quais as palavras adequadas no meio que estou inserido, seja uma mesa de bar, uma reunião, os amigos de infância, os amigos da faculdade... Cada lugar pede um padrão de comunicação específico!

Uma pena que algumas mulheres não percebam isso, por mais bonitas que sejam, perdem muitos pontos nessa hora...

4 comentários:

Dona Mila disse...

Ix, não é a casperiana não, é?

Junião disse...

Não rs, nem de perto, a casperiana é a finesse em pessoa rs...

canaumann disse...

Casperiana é sempre gente boa!
Também não gosto desse linguajar, mas certas vezes ele se faz necessário, já que tem gente que não entende de outra maneira... triste, mas...

Junião disse...

canaumann menos hehehe, mas sobre o linguajar acredito que ele tem ocasiões e grupos... a pessoa tem que saber como falar dependendo da situação...