quarta-feira, outubro 06, 2010

2 anos depois...

De fato, o tempo voou! Tá, não passou tão rápido assim, mas me espanto quando olho no calendário: 06/10/2010.

Tenho certeza que para muita gente é uma data sem valor algum (claro exceto os aniversariantes), mas no meu caso é um marco, bom ou ruim, mas é um marco. Dois anos atrás, nesta data foi o "início do fim", o churrasco onde o namoro por fim desandou...

Como disse no começo o tempo passou e não passou rápido, sem dúvida guardei cicatrizes daquele final de 2008, mas confesso que hoje consigo observar tudo com a distância adquirida nestes dois anos! Hoje consigo conviver com eles, do contrário não faria sentido algum ter voltado e o mais importante é entender que a vida segue!

Minha irmã diz que me tornei mais duro depois de tudo o que aconteceu e se chateia com isso, diz que não acredito mais em amor... Sim, endureci sem dúvida, mas ainda acredito em amor, apenas passei a enxergá-lo de forma mais cética e com muito mais distância.

7 comentários:

Anónimo disse...

1 Coríntios 131 ¶ Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine.
2 Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei.
3 E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitará.
4 ¶ O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece,
5 não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal;
6 não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade;
7 tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
8 ¶ O amor jamais acaba; mas, havendo profecias, desaparecerão; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, passará;
9 porque, em parte, conhecemos e, em parte, profetizamos.
10 Quando, porém, vier o que é perfeito, então, o que é em parte será aniquilado.
11 Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, pensava como menino; quando cheguei a ser homem, desisti das coisas próprias de menino.
12 Porque, agora, vemos como em espelho, obscuramente; então, veremos face a face. Agora, conheço em parte; então, conhecerei como também sou conhecido.
13 Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor
Abraço Grandes!!!!

Olivia disse...

Não sei se a palavra correta seria mais duro em relação ao amor. Muitas vezes o término de uma relação pode representar um amadurecimento e uma maior reflexão não apenas sobre o que a gente espera do amor, como também sobre nós mesmos.
Se tornar um cético pode ser não uma coisa ruim. Porque livre das ilusões há um despertar pro mundo real, que não é nada legal conosco.
E te desejo boa sorte com "a vida que segue". Porque pode ser legal para quem curte o universo de possibilidades que um solteiro pode ter. =)
Beijos

Dona Mila disse...

Olivia disse tudo. Eu acho uma baboseira esse povo que se decepciona e jura que nunca mais vai se apaixonar. Balela. É que nem o cara de ressaca jurar que nunca mais vai beber.
Você ficou mais maduro. Vai entender que não necessariamente é pra sempre, e que se alguém deixa de estar envolvido contigo não vai ser por isso que esse alguém se tornou uma pessoa má. Acontece. :)

Anónimo disse...

Dentro do seu coração
Sempre existirá a luz
É só você confiar em Deus, meu irmão
Por ti ele morreu na Cruz

Tenha mais confiança em Deus
Aceite-o em seu coração
Que as suas lágrimas e a escuridão
Logo se transformarão.

:// Deus, Ele é teu amigo é,
Ele está contigo e nunca
te abandonará//:

Graças a ti Senhor
Só tenho amor no coração
E essa alegria de viver
Divido com o meu irmão

:// Deus, Ele é meu amigo é,
Ele está comigo e nunca
me abandonará//:

:// Deus, Ele é teu amigo é,
Ele está contigo e nunca
te abandonará//:
Postado por Maura Theobald

Dona Lô disse...

O que não mata, fortalece! Não é dureza não, Ju. é só experiência. Quer saber? É bom ter. Poupa tempo, evita a fadiga.

Junião disse...

Tks pessoal por todas as palavras! Sem dúvida este blog sempre significa um apoio muito grande!

May disse...

É Jú, o tempo passa e a gente ainda guarda cicatrizes... Algumas doem muito, outras nem tanto, mas o que realmente importa nessa vida é que temos ao nosso lado pessoas que nos amam incondicionalmente, e que se Deus afastou determinadas pessoas é porque certamente será melhor assim. Estamos apenas iniciando uma caminhada longa e cansativa, mas sempre com a certeza de que teremos apoio a cada curva!

Let's be happy!!!

Beijos